24 jun

Habituado a proteger seu carro contratando um seguro, o brasileiro está aos poucos reconhecendoaimportânciade investir para garantir também sua casa. Os prêmios diretos de seguro residencial – valor total pago pelos consumidores – chegaram a R$ 378,4 milhões nos quatro primeiros meses de 2010, uma expansão de 20,1% em relação a igual período do ano passado. Crescimento da economia, maior variedade de produtos oferecidos pelo mercado e crescimento do crédito imobiliário estão entre as causas para o fenômeno.

Apesar do aumento, a procura ainda é muito menor do que no caso de veículos. EstimativadaBradesco Seguros aponta que apenas cerca de 10% das 51 milhões de residências brasileiras tenham algum tipo de proteção. No caso de veículos, o percentual de unidades seguradas chega a 30% da frota segurável (ou seja, carros que ainda podem ser segurados).

“O custo é maisacessíveldo que as pessoas imaginam, já que, proporcionalmente, o preço do seguro residencial é bem mais baixo que o do automóvel”, afirma o diretor de Ramos Elementares da SulAmérica, Alexandre Vilardi.

Custo da apólice Para o executivo, o crescimentodapopularidadedoseguro residencial se deve à maiorsofisticaçãodosprodutos, ao aumento de fenômenos climáticos, como chuvas fortes e vendavais, além da expansão do crédito imobiliário.

“A estabilidade da economia ajuda o setor de seguros”.

E o crescimento do crédito imobiliário estáaumentando a quantidade de pessoas preocupadasemprotegerseu imóvel”, aponta Paulo dos Santos, à frente da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Da tradicional cobertura básica contra incêndio, explosão e raios, o seguro residencial passou a incluir coberturas adicionaiscomoserviços de emergência 24 horas de chaveiro, bombeiro hidráulico e eletricista, guarda de móveis, responsabilidade civil familiar e assistência funeral.

“O produtodeixoudesersó umseguro para se tornarum conjunto de serviços”, explica o diretor gerente da BradescoAuto\/ RECompanhiade Seguros, Marco Antonio Gonçalves.

“O uso dos serviços ajuda a diluir o valor pago pelo consumidor”. Foi o pacote de serviços, ao lado da garantia do patrimônio, que atraiu José Marcelo da Silva Mota. “Já tive um curto-circuito no apartamento e fui atendido num domingo”, diz ele, cliente da Bradesco Seguros há cerca de três anos.

Atualmente, as empresas oferecem alternativas de seguro residencial que cobrem apenasa área físicadoimóvel (chamada de prédio), apenas o conteúdo ou combinam as duas proteções (prédio e conteúdo).

Com a diversificação dos produtos, as seguradoras conseguiram também atender a diferentes públicos. “A questão é oferecer alternativas que atendam às diferentes necessidades e classes sociais.

Do mais popular ao mais sofisticado. Temos opções desde R$ 5 por mês – aponta Wady Cury, diretor técnico da Aliança do Brasil, a seguradora do Banco do Brasil.

Data: 21.06.2010 – Fonte: A Tarde | BA

Popularity: unranked [?]



About the Author: Garra Seguros
Especialista em seguros (31)4103-4652




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>