4 jan
Dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep) indicam que 25.904 consumidores recorreram ao órgão para reclamar ou obter esclarecimentos sobre alguma modalidade de seguro, de janeiro a novembro. O número foi 17,5% menor que o contabilizado em igual período de 2009, quando foram atendidas 31.421 pessoas.

O seguro obrigatório de veículos automotores (Dpvat) esteve envolvido em 56,3% do total dos atendimentos feitos pelos técnicos da autarquia no período de 11 meses de 2010. Apesar da expressiva participação, a demanda diminuiu de 18.035 notificações, em novembro de 2009, para 14.595, em outubro último. A queda foi de 19,1%. O Dpvat, contudo, foi responsável por 151dos 671 processos administrativos abertos pela Susep no período, 22,5% do total.

Sobre novembro de 2009, os processos contra esse seguro subiram 37,3%.

Entre as grandes carteiras de seguros, a de veículos foi a única a seguir direção oposta à queda generalizada no atendimento ao consumidor observada até novembro último. O seguro de automóvel apareceu na vice-liderança em queixas, com total de 4.664, o que implicou no avanço de 18,7% sobre janeiro a novembro de 2009. Entretanto, os processos administrativos abertos entre os períodos comparados, na faixa de 80 (12,5% do total), permaneceram estáveis.

Em outra grande carteira, a de vida, as contestações caíram 11,3% em 11 meses, para 3.054 registros. Em contrapartida, continuou sendo o ramo com mais processos abertos: 198 (29,5% do total), número que na verdade diminuiu significativamente sobre ao cumulado até novembro de 2009. A queda foi de 42,3%. A busca de informações sobre as seguradoras do mercado, por sua vez, caiu 33,5%, diminuindo de 1.745 para 1.149 atendimentos.

Em meio à queda das reclamações dos consumidores, o segmento da corretagem de seguros foi outro que andou na contramão. Os dados da Susep apontam aumento de 19,4% até novembro último, para 1.697 atendimentos, contra 1.421 em igual período de 2009. Os planos de previdência complementar aberta estiveram igualmente fora da mão, com as queixas passando de 1.482 para 1.865 entre os períodos comparados. O aumento foi de 25,8%.

Já o setor de títulos de capitalização seguiu a tendência de queda verificada nos ramos de seguros de janeiro a novembro. As reclamações dos consumidores contra as empresas recuaram de 349 para 305. Foram 12,6% menos ocorrências.

Fonte: Jornal do Commercio

Data: 03.01.2011 -

Popularity: 1% [?]



About the Author: Garra Seguros
Especialista em seguros (31)4103-4652




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>