1 set

O lucro líquido da Mapfre Seguros somou R$ 140,5 milhões no primeiro semestre de 2010, um crescimento de 44% em relação ao mesmo período do ano passado. “A Mapfre foi a seguradora que mais ganhou espaço no último semestre”, garantiu ao DCI o presidente da Mapfre Seguros, Antônio Cássio dos Santos.

De acordo com Santos, a subsidiária brasileira do grupo espanhol cresceu em todos os segmentos em que atua. “Em automóveis, a frota assegurada avançou 13% em número de veículos, para 1,25 milhão de unidades, e o volume de prêmios nesse segmento cresceu 14,8%”, detalhou o presidente da seguradora.

A participação de mercado no segmento de automóveis ficou em 13,9% quando considerada a frota de 9 milhões de veículos segurados. “Entramos no segmento de caminhões e de veículos de maior valor aquisitivo”, explicou Santos, diferenciando-se da atuação de seu principal concorrente, a Porto Seguro.No segmento de Seguros Gerais, Santos apontou um crescimento de 17,3%. “É o impulso da classe C, em seguros de baixo tíquete, como garantia estendida e seguro residencial”, afirmou.

Em 2011, a companhia espera o término da integração da parceria com o Banco do Brasil em seguros contra danos. “O processo de integração segue o cronograma planejado: só estamos aguardando a aprovação dos reguladores para atuar em conjunto”, considerou Santos.

Ele aponta o segmento de seguros contra danos como a principal estratégia da companhia para manter o ritmo de crescimento. “A partir do primeiro semestre do próximo ano, teremos a liderança nessa área”, estimou Santos.

Em relação aos dados consolidados, o lucro antes dos impostos e participações ficou em R$ 236,3 milhões no primeiro semestre. O montante representa um salto de 41,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Os ativos totais da empresa totalizaram R$ 7,339 bilhões, resultando em um aumento de 13,2%, e o faturamento em prêmios obtidos com seguro atingiu R$ 2,062 bilhões.

As provisões técnicas acompanharam o ritmo de crescimento da companhia e se expandiram em 14,7%, para R$ 4,538 bilhões, e as receitas totais atingiram a marca de R$ 2,214 bilhões, valor 4,8% maior quando comparado ao do mesmo período do ano passado.

As despesas administrativas da companhia mantiveram-se no mesmo patamar de 2009, representando 11% do somatório dos prêmios retidos, rendas de contribuições retidas e capitalização. O patrimônio líquido da empresa aumentou 8,5%, atingindo a significativa marca de R$ 1,612 bilhão. Neste semestre, a Mapfre atingiu a marca de 94,1% de índice combinado, com uma positiva melhora de 4,6%, mantendo-se abaixo dos 100%.

Na distribuição da carteira seguradora, além da de veículos, a companhia fechou o trimestre com 500 mil clientes de seguro residencial, 10 milhões de segurados em vida, e outros 50 mil clientes em previdência privada, cujos ativos atingiram R$ 1,2 bilhão.Entre as novidades do primeiro semestre, a companhia passou a ser a seguradora das plataformas da Petrobras no segmento de seguros de grandes riscos.

“Desde 31 de maio, a Mapfre participa com 20% de um pool de empresas lideradas pelo Itaú que faz o seguro de grandes riscos da Petrobras”, esclareceu o diretor de Riscos Industriais da Mapfre, Octávio Luiz Bromatti.

De acordo com Bromatti, a participação da Mapfre é de cerca de US$ 10,5 milhões de prêmios, dos cerca de US$ 50 milhões dos prêmios totais do consórcio.Bromatti esclareceu que, especificamente para a petrolífera, há fornecimento de seguros para plataformas off-shore (no mar), operações on-shore (em terra), responsabilidade civil, seguro de transporte e seguro de risco para fornecimento de combustível de aviação (querosene).

Segundo o diretor, a carteira de grandes riscos da Mapfre possui R$ 220 milhões em prêmios e atende mais de 100 médias e grandes empresas. “Estamos entre as três principais seguradoras, em alguns segmentos, superados por Itaú Unibanco e Bradesco”, contou Bromatti.

Embora em volume pequeno, a carteira de seguro de aluguel cresceu 50%, de R$ 4 milhões para R$ 6 milhões em prêmios. “Desde a nova Lei do Inquilinato, essa carteira para pessoas físicas cresce expressivamente”, garante o diretor de Seguros Especiais da Mapfre, Glacio Nogueira Toyama.

O presidente da Mapfre Investimentos, Wilson Toneto, considerou que a carteira de recursos evoluiu 33% nos últimos doze meses, para R$ 4,4 bilhões administrados. “Com nosso perfil conservador, fomos muito bem durante a crise, num período em que a indústria de fundos recuou”, considerou Toneto.De acordo com Toneto, a carteira de recursos de terceiros evoluiu de R$ 577 milhões para R$ 1,275 bilhão em ativos.

Fonte: DCI – Comércio, Indústria e Serviços | Seguradoras Data: 31.08.2010

Popularity: unranked [?]



About the Author: Garra Seguros
Especialista em seguros (31)4103-4652




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>